Este espaço é reservado para troca de textos e informações sobre a História do Brasil em nível acadêmico.

domingo, 15 de maio de 2011

** Os primórdios da imprensa negra

 

Os primórdios da imprensa negra
Arquivo Público do Estado de São Paulo disponibiliza na internet acervo de 23 jornais e revistas produzidos pela comunidade afro-descendente no início do século XX

Arquivo Público do Estado de SP/ Divulgação
Página da revista Senzala, de 1946


No aniversário da assinatura da Lei Áurea, que garantiu a abolição legal da escravidão em nosso país, o Arquivo Público do Estado de São Paulo dá um presente para os interessados na história do movimento negro brasileiro. A partir de 13 de maio, 23 periódicos editados por grupos afro-descendentes durante a primeira metade do século XX estarão disponíveis para consulta em versão digital no site da instituição.

A coleção traz títulos como o jornal A voz da raça, criado pela Frente Negra Brasileira na década de 1930, ou a revista Quilombo, primeira publicação do gênero no país, ligada à Convenção Nacional do Negro Brasileiro.

Os títulos digitalizados pelo Arquivo do Estado incluem também publicações que nada tinham a ver com política – pelo menos diretamente. Periódicos como GetulinoO Clarim d´Alvorada ou a revista Senzala se ocupavam em divulgar eventos culturais ligados às comunidades negras, como festas ou bailes, e promover concursos de beleza ou de poesia. Com isso, realizavam a cobertura de uma série de acontecimentos que não conseguiam espaço algum nos meios de comunicação tradicionais.

Esse acervo traz publicações de São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas e Sorocaba. Os títulos são exemplos do que se convencionou chamar de "imprensa negra", ou seja, periódicos editados após a abolição da escravatura que contribuíam para a afirmação social da população afro-descendente no início do século XX.

Jornais (disponíveis em http://www.arquivoestado.sp.gov.br/jornais):


O Alfinete (1918-1921), Alvorada (1948), Auriverde (1928), O Bandeirante (1918-1919), Chibata (1932), O Clarim (1924), O Clarim d´Alvorada (1929-1940), Cruzada Cultural (1950-1966), Elite (1924), Getulino (1916-1923), Hífen (1960), O Kosmos (1924-1925), A Liberdade (1919-1920), Monarquia (1961), O Novo Horizonte (1946-1954), O Patrocínio (1928-1930), Progresso (1930), A Rua (1916), Tribuna Negra (1935), A Voz da Raça (1933-1937), O Xauter (1916)


Revistas (disponíveis em http://www.arquivoestado.sp.gov.br/a_revistas):
Quilombo (1950) e Senzala (1946)


--

____________________________


Fabrício Augusto Souza Gomes





__._,_.___
Atividade nos últimos dias:
    **Este grupo foi criado com o intuito de promover releituras da HISTÓRIA DO BRASIL e tão-somente  HISTÓRIA DO BRASIL.  Discussões sobre a situação atual: política, econômica e social não estão proibidas, mas existem outros fóruns mais apropriados para tais questões.

                                                                                                    Por Favor divulguem este grupo e grato pelo interesse .
 
Visite o Blog do nosso Grupo:http://www.grupohistoriadobrasil.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Arquivo do blog

Seguidores do Grupo de Estudos da História do Brasil - GEHB.

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!