Grupo de Estudos da História do Brasil - GEHB

Este espaço é reservado para troca de textos e informações sobre a História do Brasil em nível acadêmico.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Revista História Hoje publica dossiê sobre Música e Ensino de História.

Prezados(as) colegas,

Em atenção à solicitação da editoria de História Hoje: Revista 
de História e Ensino publicado pela Anpuh, tenho o prazer de divulgar o 
recém-lançado v. 6, n. 11, que contém o dossiê Música e Ensino de História, 
organizado pelos profs. drs. Miriam Hermeto (UFMG) e Olavo Pereira Soares 
(Unifal). A ele se somam uma entrevista com o pesquisador Marcos Napolitano
(USP) e muitos outros artigos (inclusive sobre música popular) afinados com 
a proposta editorial desse periódico.
No que me diz respeito, o texto que abre o dossiê revisita as 
pesquisas que desaguaram, tempos atrás, em minha tese de doutorado em 
História Social, com a diferença de que vali, agora, de boa parte do 
material empírico que foi, à época, deixado de lado por uma questão de 
economia de procedimentos. Assim, embora mantendo a mesma linha de 
abordagem, trata-se de uma retomada, em outros termos, de "Os desafinados: 
sambas e bambas no 'Estado Novo'", que, transposta para livro, foi ainda
resenhada nesta edição de História Hoje por Bruno Vinícius de Morais.
Abraços.

Adalberto Paranhos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR O SUMÁRIO DA EDIÇÃO

Revista História Hoje publica dossiê sobre Música e Ensino de História.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Seminário: Loucura: memórias e fragmentos.

CLIQUE NA IMAGEM PARA PROGRAMAÇÃO E INSCRIÇÕES



quarta-feira, 26 de abril de 2017

Seminário Internacional de Música e Política na Unicamp.

                      Prezados(as) colegas,
                  Segue, a pedido do Prof. Dr. José Roberto Zan (professor do curso de Música e do Programa de Pós-graduação em Música da Unicamp), divulgação do Seminário Internacional de Música e Política: Presente & Passado, a realizar-se no Instituto de Artes daquela universidade entre os dias 4 e 5 de maio.
                  O evento contará com exposições de pesquisadores da Colômbia, da Noruega e do Brasil.
                  Abraços.
                  Adalberto Paranhos



Caro Adalberto,

Segue link (abaixo) com o programa do seminário. Por favor, utilize sua capacidade de mobilização para divulgar o evento. Os participantes poderão fazer inscrições (instruções no site do seminário), inscrições gratuitas, e receberão certificado.

Seminário Internacional de Música e Política na Unicamp.

Grande abraço,

terça-feira, 25 de abril de 2017

Revista digital de cinema documentário - Doc on-line n. 21

Minhas caras, meus caros,
  
É com grande satisfação que anunciamos a publicação do número 21 da Doc On-line. Revista digital de cinema documentário com o tema Religião”. Vejam, abaixo, o sumário deste número.

Aproveitamos para convidá-los(as) a navegar pelas suas diversas seções através do endereço: http://www.doc.ubi.pt

Também estamos recebendo material para o próximo número da revista, cujo tema é 


"Sonoridades do Documentário. Sons, música, vozes", até o dia 31 de maio.

Aguardamos sua contribuição!

Cordialmente,

Os editores
Manuela Penafria e Marcius Freire


 
Estimados amigos y amigas,

Nos complace en anunciar la publicación de la 21ª edición de la Doc On-line - Revista Digital de Cine Documental, cuyo tema es: "Religión”. Vean abajo el índice de este número.


Les invitamos a navegar a través de sus diferentes secciones en el siguiente sitio web 
http://www.doc.ubi.pt

La Revista también está recibiendo material para su próximo número y el tema es: "Sonoridades del Documental.Sonidos, música, voces". La fecha límite de entrega es el 31 de mayo.


¡Esperamos su contribución!


Atentamente,


Los Editores
Manuela Penafria y Marcius Freire

.


N. 21 (03/2017)

RELIGIÃO
Religión Religion | Religion

DOI: 10.20287/doc.d21


ss
Viva Cariri! (1969/70), Geraldo Sarno


EDITORIAL 
Editorial | Editor's note | Éditorial


---> Marcius Freire, Manuela Penafria

DOSSIER TEMÁTICO 
Dossier temático | Thematic dossier | Dossier thématique

---> Luiz Vadico

---> Harvey O’Brien

---> Miguel Serpa Pereira

---> Gilberto Alexandre Sobrinho& Felipe Corrêa Bomfim


ARTIGOS 
Artículos | Articles | Articles

---> Paula Laguarda

---> Maria Helena Braga e Vaz da Costa & Wendell Marcel Alves da Costa


---> Jimena Cecilia Trombetta


LEITURAS 
Lecturas | Readings | Comptes rendues

---Maria Alice Campagnoli Otre

---Gustavo Soranz


ANÁLISE E CRÍTICA DE FILMES 
Análisis y crítica de películas | Analysis and film review | Analyse et critique de films





ENTREVISTA 
Entrevista | Interview | Entretien

---> Eduardo Tulio Baggio & Rafael Tassi Teixeira


DISSERTAÇÕES E TESES 
Disertaciones y tesis | Theses | Thèses


---> Gustavo Coura Guimarães

---> Felippe Schultz Mussel

---> Tiago de Castro Machado Gomes



segunda-feira, 24 de abril de 2017

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Revista do Arquivo nº 4 - Arquivo Público do Estado de São Paulo


Lançada a ArtCultura 33.


                Prezados(as) colegas,

           Desde março passado, a ArtCultura 33 está no ar, fechando, assim, 2016 e ajustando nossos passos ao calendário. Como suas atrações figuram o minidossiê Entre a Modernidade e a Contemporaneidade, aberto pelo nosso novo conselheiro, o sociólogo José Machado Pais, da Universidade de Lisboa, e um dossiê organizado por Wolney Vianna Malafaia sobre História & Cinema no Brasil pós-1964. A eles se somam mais três textos na seção Artigos, um em Notas de pesquisa e duas resenhas sobre livros recentemente lançados no exterior. Ao final, divulgamos a relação de 81 pareceristas que, zelando pela qualidade da revista, colaboraram conosco nos últimos anos. Detalhe: a partir deste número, incorporamos o DOI à ArtCultura.
          Para maiores informações, entre as quais o sumário e o conteúdo dessa edição, acesse http://www.artcultura.inhis.ufu.br/ ou http://www.seer.ufu.br/index.php/artcultura/index .
             Façam bom proveito da ArtCultura 33.
         Abraços.
         
         Adalberto Paranhos e Kátia Rodrigues Paranhos, editores de ArtCultura: Revista de História, Cultura e Arte.  
        
Lançada a ArtCultura 33



V. 18, n. 33, jul. - dez. 2016

Minidossiê: Entre a Modernidade e a Contemporaneidade

José Machado Pais


Marcos Antonio de Menezes


André Rocha Leite Haudenschild
Dossiê: História & Cinema no Brasil pós-1964
Organizador: Wolney Vianna Malafaia

Wolney Vianna Malafaia


Eduardo Antonio Lucas Parga


Nelson Tomelin Jr.


Vitória Azevedo da Fonseca


Marcus Ramusyo Almeida Brasil
Artigos

Victor Hugo Adler Pereira


Douglas Attila Marcelino


Annateresa Fabris
Notas de Pesquisas

Eleonora Zicari Costa de Brito
Resenha

Humberto Martins


Alexandre de Sá Avelar

segunda-feira, 20 de março de 2017

E-BOOK DITADURAS REVISITADAS.

CLIQUE NA IMAGEN PARA BAIXAR O LIVRO.
Ebook Ditaduras Revisitadas: Cartografias, Memórias e Representações Audiovisuais.

Prezados,

Gostaríamos de divulgar a publicação do e-book Ditaduras Revisitadas: cartografias, memórias e representações audiovisuais (ISBN:  987-989-8859-01-3, Faro, Portugal : CIAC/universidade do Algarve, 1ª. edição, dezembro 2016)editado pelos pesquisadores Denize Araujo (Universidade Tuiuti do Paraná – UTP),  Eduardo Morettin (Universidade de São Paulo - USP) e Vitor Reia-Baptista (Universidade do Algarve- UAlg -Portugal).
 A publicação é resultado de uma parceria de pesquisa entre o Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC) da Universidade Aberta de Lisboa e Universidade do Algarve, o Grupo de Pesquisa Comunicação, Imagem e Contemporaneidade (CIC – gpcic.net) da Universidade Tuiuti do Paraná, e o Grupo de Pesquisa História e Audiovisual: circularidades e formas de comunicação (HA – www. historiaeaudiovisual.weebly. com) da Universidade de São Paulo. 
 Ditaduras revisitadas está dividido em três partes: “Representações e leituras”, “Cartografias e lugares de memória” e “Resistências e enfrentamentos”. Conceitos como memória, história e subjetividades, dentre outros, perpassam a discussão teórica empreendida pelos 48 autores nacionais e estrangeiros, pertencentes a diversas instituições de ensino superior do Brasil e do exterior, em um movimento que mobiliza diferentes meios, como cinema, televisão, imprensa, fotografia, sites, e similares.
 Ao final, temos os testemunhos, alguns deles inéditos, dos diretores dos filmes analisados, como Florestano Vancini, Germán Scelso, Jonathan Perel, José Pedro Charlo e Aldo Garay, Lúcia Murat,  Luís Filipe Rocha, Luiz Alberto Sanz, Mari Corrêa, Miguel Littín e Tata Amaral.
Seguem os links:

quinta-feira, 16 de março de 2017

I Fórum de professores de História do Rio de Janeiro.

A Anpuh-Rio, o curso de graduação em História da Universidade Estácio de Sá e o Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio promovem o I Fórum de professores de História do estado do Rio de Janeiro, a ser realizado no dia 04/04/2017, às 19 horas, na cidade de Cabo Frio.
A intenção do fórum é abrir um canal de diálogo para que nós, professoras e professores, possamos debater as atuais questões relacionadas a educação e ao ensino da História.
A presença de todas e todos é fundamental para que possamos reunir o máximo de contribuições possíveis para compor um documento que será encaminhado aos órgãos competentes. Juntos podemos mais! Compartilhe esse evento!
                                                                                                                                                  Inscrições:https://drive.google.com/openid=1JPEa_6Z6w4fXhr2w7QaAYUdKZ7_JCDox2f7Oiisfu8


 I Fórum de professores de História do Rio de Janeiro.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Divulgação de evento - Encontro Regional Nordeste de História Oral “Ficção e poder: oralidade, imagem e escrita”

O próximo Encontro Regional Nordeste de História Oral “Ficção e poder: oralidade, imagem e escrita” será realizado em Fortaleza, entre os dias 09 e 12 de maio de 2017. As inscrições para apresentação de trabalhos podem ser feitas até 28/02/2017 no site do evento: www.nordeste2017.historiaoral.org.br
Abaixo, listamos os Simpósios Temáticos:

ST 01 - A contribuição da História História Oral nos estudos do patrimônio cultural
Coordenadoras: Ana María Sosa González (Centro Universitário La Salle – Canoas); Cleusa Maria Gomes Graebin (UNILASALLE)

ST 02 - A Memória e a Escrita da História da Cidade: Narrativas Orais e Literatura Memorialística.
Coordenador: José Jorge Andrade Damasceno (UNEB)

ST 03 - A Morte, o Morrer e os Mortos nas Memórias.
Coordenador(a): Joaquim dos Santos (URCA)

ST 04 - Diante do não escrito, o poder da escrita.
Coordenador: Francisco Regis Lopes Ramos (UFC)

ST 05 - Ditadura(s) e Resistência(s): Interlocuções entre História Oral e Memória.
Coordenadoras: Carla Simone Rodeghero (UFRGS); Lucileide Costa Cardoso (UFBA)

ST 06 - Educação histórica e usos do passado: cultura material, museu e oralidade.
Coordenador(a): Rodrigo Alves Ribeiro (UFC)

ST 07 - História intelectual, do livro e da leitura: escrita, oralidade, memória, documentos.
Coordenador(a): Gilberto Gilvan Souza Oliveira (UFC)

ST 08 - História Oral e Educação das Populações Afrobrasileiras e Indígenas: Desafios e Possibilidades teórico-técnico-metodológicas.
Coordenadoras: Kássia Mota de Souza (UECE); Zuleide Fernandes de Queiroz (URCA)

ST 09 - História Oral, Narrativa e Temporalidade.
Coordenadores: Antonio Torres Montenegro (UFPE); Regina Beatriz Guimarães Neto (UFPE)

ST 10 - História Social no Campo: memória, oralidade e identidade.
Coordenadores: Mário Martins Viana Júnior (UFC); Samuel Carvalheira de Maupeou (UECE)

ST 11 - História, memória e cultura local: Construindo e reconstruindo a história dos grupos humanos.
Coordenadores: Cleberson Vieira de Araújo (IFPB); Juvandi de Souza Santos (UEPB).

ST 12 - Imagem, narrativa e performance.
Coordenadora: Meize Regina de Lucena Lucas (UFC)

ST 13 - Memória e Oralidades na História de Mulheres: Intelectuais, Educadoras, Militantes Políticas.
Coordenadores: Lia Machado Fiuza Fialho (UECE); Charliton José dos Santos Machado (UFPB).

ST 14 - Memórias, política e Estado de Exceção no Brasil e América Latina.
Coordenador(a): Márcio Ananias Ferreira Vilela (UFPE); Marcelo Góes Tavares (UNEAL)

ST 15 - Narrativas e silêncios, entre a história e a memória: o Brasil pós-64.
Coordenadores: Kamillo Karol Ribeiro da Silva (UFC); Wellington Sampaio da Silva (IFTO)

ST 16 - Oralidade, Narrativa e Sertão: diversas criações de sentidos.
Coordenadoras: Ana Isabel Ribeiro Parente Cortez Reis (URCA); Ana Sara Ribeiro Parente Cortez Reis (UFC)

ST 17 - Patrimônio imaterial, história oral e políticas públicas.
Coordenadora: Isabel Cristina Martins Guillen (UFPE)

ST 18 - Política, narrativas e subjetividades.
Coordenadores: Ana Rita Fonteles Duarte (UFC); Edmilson Alves Maia Júnior (UECE)

ST 19 - Saúde, Doença e Oralidades.
Coordenadora: Ana Karine Martins Garcia (UFC)

Atenciosamente,

Coordenação do XI Encontro Regional Nordeste de História Oral

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Revista Navigator (do Latim leia-se como escrito), recebe artigos até 23 de abril de 2017 para compor o dossiê intitulado: “O Brasil e a Grande Guerra”.



Revista Navigator (do Latim leia-se como escrito), recebe artigos até 23 de abril de 2017 para compor o dossiê intitulado: “O Brasil e a Grande Guerra”.

A Revista Navigator (Qualis B3) recebe artigos até 23 de abril de 2017 para compor o dossiê intitulado: “O Brasil e a Grande Guerra” organizado pelos Profs. Drs. Francisco Eduardo Alves de Almeida (Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos / EGN) e José Miguel Arias Neto (Programa de Pós-Graduação em História Social / UEL).
A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) é considerada por muitos historiadores como um dos marcos iniciais do século XX. Ultrapassando as fronteiras europeias e espraiando seus tentáculos por todo o globo, tal conflito foi o mais mortífero e destruidor que a humanidade vivenciara até então, resultando em um saldo de oito a nove milhões de mortos, além de cerca de trinta milhões de feridos. As transformações desencadeadas pela Grande Guerra não se restringiram às suas consequências letais, mas também influenciaram os rumos da humanidade nos contextos político, geopolítico, cultural, social, econômico, tecnológico e científico.
O Brasil manteve-se neutro até o ano de 1917, quando, após ter sofrido uma série de ataques a navios mercantes, declarou guerra à Alemanha. Destacou-se no esforço de guerra brasileiro: a operação de uma Divisão Naval no Teatro de Guerra; o envio de aviadores navais e militares à Europa; e a atuação de uma Missão Médica Militar na França. Entretanto, mesmo antes de 1917, o grande conflito já repercutia no Brasil nos diversos espectros sociais e no âmbito cotidiano.
A partir dessa perspectiva, a Revista Navigator convida historiadores e pesquisadores que se debruçam sobre a correlação da Grande Guerra com o Brasil para uma discussão acerca do tema. Esperamos contribuições que abordem os diversos contextos acima elencados relacionados à história militar.'
A aceitação dos trabalhos é decorrente do processo de avaliação por pares. Além disso, a Navigator recebe artigos e resenhas em fluxo contínuo.
Mais informações em seguindo as seguintes especificações:
1. Os artigos devem ser apresentados no padrão Word for Windows. Terão a extensão de 20 páginas no máximo, digitadas em fonte Times New Roman 12, com espaço entre linhas de 1,5 e com margens de 2,5cm. As notas devem ser colocadas no final do texto;
2. Se houver imagens, estas deverão ser, preferencialmente, digitalizadas em 300 DPI no formato TIFF ou JPG. No caso de imagens provenientes de câmera digital, a resolução deve ser a mais alta do equipamento. As imagens não deverão estar inseridas no texto em Word, mas gravadas separadamente;
3. Os artigos deverão estar acompanhados de resumo (português e inglês) de no máximo 10 linhas e 3 palavras-chaves;
4. Os ensaios seguirão as mesmas normas especificadas para os artigos;
5. As resenhas poderão ter até 7 páginas;
6. As notas deverão obedecer à NBR 6023;
SOBRENOME, Nomes. Título do livro em itálico: subtítulo. Tradução. Edição, Cidade: Editora, ano, p. ou pp.
SOBRENOME, Nomes. Título do capítulo ou parte do livro. In: Título do livro em itálico. Tradução. Edição, Cidade: Editora, ano, p. X-Y.
SOBRENOME, Nomes. Título do artigo. Título do periódico em itálico. Cidade: Editora, fascículo, p. X-Y, ano.
7. Os trabalhos devem ser remetidos com uma folha à parte com nome completo do autor, seguido das referências com as quais deseja ser apresentado (no máximo três linhas), endereço completo, e-mail e telefone para contato.
8. Uma vez publicados os trabalhos, à NAVIGATOR se reserva todos os direitos autorais, permitindo, entretanto, a sua posterior reprodução, com a devida citação da fonte.
9. Toda correspondência referente à NAVIGATOR deve ser encaminhada à Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha – Departamento de Publicações e Divulgação. Praça Barão de Ladário, s/nº, Ilha das Cobras, Rio de Janeiro, RJ, CEP 200091-000, aos cuidados do Editor da Revista NAVIGATOR.

Arquivo do blog

Seguidores do Grupo de Estudos da História do Brasil - GEHB.

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!