Este espaço é reservado para troca de textos e informações sobre a História do Brasil em nível acadêmico.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

GEHB ** Lançamento nº 3 e chamada de artigos - Revista Contra a Corrente [1 Anexo]

 
[Anexos  abaixo]
Circular Pública: (Junho-2010)
Revista Contra a Corrente

Chamada de artigos para 2010

Está aberto o período de recebimento de artigos, ensaios, entrevistas e resenhas para as edições da revista Contra a Corrente a serem publicadas em 2010. Pelo menos dois dossiês temáticos foram planejados para 2010 visando, nos dois casos, um debate mais aprofundado e politicamente qualificado a respeito de questões fundamentais para a esquerda e para o marxismo contemporâneo. Dessa forma, procuramos cumprir nossos principais objetivos, ou seja, funcionar como espaço tanto de reflexão teórica e militante como de debates no campo das Ciências Humanas e Sociais.

Embora as duas próximas edições se estruturem em dossiês, também estaremos recebendo ao mesmo tempo textos que discutam outros temas, de forma que a revista continue com seu foco interdisciplinar e procurando refletir a respeito dos mais variados temas, com ênfase na contemporaneidade e na necessidade de transformações sociais profundas e anticapitalistas.
Os temas dos dossiês são os seguintes:
Edição n. 4 – Dossiê "O Partido dos Trabalhadores e a crise da esquerda"
Prazo para envio de artigos: 28 de agosto de 2010

Edição n. 5 – Dossiê "Ecologia e marxismo". Prazo: 1 de novembro de 2010


___________________Regras para envio de textos:____________________

1. Tamanho do artigo. O texto deve ter até 30 mil caracteres (contando tudo), para artigos, e até 15 mil, para resenhas, fonte Times New Roman 12, e o original deve ser enviado para o e-mail: revistacontraacorrente@yahoo.com.br
2. Bibliografia; referências. Notas bibliográficas completas devem constar ao final do texto e não em rodapé. Referências no corpo do texto devem obedecer ao sistema autor-data (MARX, 2005, p.12).
3. Rodapés devem ser reduzidos ao mínimo possível, apenas para esclarecimentos ou outras necessidades fundamentais.
4. Citação de outros textos com até 3 linhas irá entre aspas duplas no corpo do texto. Citações de mais de 3 linhas devem ser destacadas com recuo de 1 cm (7 toques) da margem esquerda, com fonte menor que a do texto utilizado (fonte 11, no caso) e sem as aspas. Mais detalhes na última página da CaC n.2.
5. Deve ser enviada declaração autorizando a publicação do artigo em CaC. A revista não exige dos autores a exclusividade da publicação e, igualmente, não compra artigos, resenhas ou textos afins; portanto, o interessado deverá encaminhar o texto por e-mail, juntamente com uma declaração de publicação (modelo abaixo), onde conste a autorização para a publicação e a afirmação de autoria e responsabilidade integral pelos direitos autorais por parte do autor. Modelo de declaração do autor: "Eu, fulano de tal, declaro que assumo total responsabilidade pela autoria do texto tal, cujos direitos autorais são meus e, portanto, estou livre para publicar o mesmo texto em outras publicações, assinado, fulano de tal. Data e local".
_____________________________________________
Contra a Corrente na Internet: os sumários da revista Contra a Corrente podem ser encontrados no site http://www.revistaantitese.com/contra_a_corren_13.html
Também podem ser encontrados no site HTTP://dflivros.blogspot.com
Informamos que a revista CaC, por enquanto, ainda não está disponível na web.




_____________Para adquirir números anteriores da revista:______________
Entre em contato com Lúcia, de Brasília; basta telefonar para 61-92921965 ou preferencialmente pelo e-mail: dflivros.lucia@gmail.com As revistas serão imediatamente enviadas ao preço total (já incluída a postagem) de 15 reais cada revista, mediante depósito em conta corrente.


Assinaturas
A assinatura de Contra a Corrente abrange cinco números (corresponde a aproximadamente 1 ano e meio). Para assinar, comunique-se com Lucia (e-mail: dflivros.lucia@gmail.com) avisando que pretende fazer a assinatura, deposite a quantia de R$ 60,00 (já inclui postagem) na conta indicada por ela e passe a receber Contra a Corrente durante 5 números.

















Nos estados onde mora, você pode entrar em contato com membros da equipe de Contra a Corrente, a exemplo de:
Michel Silva (SC) = michelgsilva@yahoo.com.br
Murilo Leal (São Paulo) = mlealpereira@hotmail.com
Alexandrina Luz (SE) = aluz@oi.com.br










Números anteriores de CaC:___________________________________________


Sumário:
Dossiê - Crise Econômica Internacional
Crise econômica internacional: Começou o segundo capítulo? PAULA BACH; China, Brasil, América Latina e a esquerda no contexto da atual crise econômica mundial (Entrevista: de Guillermo Almeyra concedida a Murilo Leal) MURILO LEAL; A um ano da posse: Obama frente al desgaste de su gobierno CLAUDIA CINATTI; A crise econômica global e a ação do Estado ZILAS NOGUEIRA DE QUEIROZ; A grande crise do capital RODRIGO DANTAS; O capitalismo em crise histórica e suas tentativas de escapar da depressão GILSON DANTAS; Crise, "pós-crise" e a centralidade política do trabalho FERNANDO PONTE DE SOUSA; Washington D. C. e as ilusões da Obamania: contradições do capitalismo no coração do império WELLINGTON FONTES MENEZES; La crisis internacional, sus perspectivas y el programa de los revolucionários (Resenha) ALEXANDRINA LUZ CONCEIÇÃO; ARTIGO: Burocracia e Socialismo em Weber e Trotski (II Parte) EDISON URBANO; Projeto, utopia e revolução: introdução ao debate entre "urbanistas" e "desurbanistas" soviéticos IRALDO ALBERTO ALVES MATIAS; Um Brasil mais injusto e decadente: redução da mobilidade social e crise da educação pública durante o governo Lula VALÉRIO ARCARY; A transnacionalização das empreiteiras brasileiras e o pensamento de Ruy Mauro Marini PEDRO HENRIQUE PEDREIRA CAMPOS; Revolução e socialismo: notas teóricas MICHEL GOULART DA SILVA; Conhecimento sócio-histórico HÉLIO F. L. N. DA GAMA; A produção do espaço e da escala pelo capital LUCAS GAMA LIMA / ALEXANDRINA LUZ CONCEIÇÃO; RESENHA: Século XXI: fim da sociedade do trabalho ou intensificação da jornada? (Livro: Mais trabalho!) JOSÉ DE LIMA SOARES; APELO: Vamos manter viva a universidade dos trabalhadores! JOSÉ ARBEX JR.; CINEMA: Benjamin Button, uma vida ao contrário, e na direção errada DANIEL M. RUFINO; Avatar: considerações preliminares FERNANDO SIMÃO VUGMAN









David Harvey, crise, imperialismo e luta de classes MATIAS MAIELLO; István Mészáros: da crise do capital à alternativa hegemônica do trabalho RODRIGO DANTAS; Crise financeira ou crise histórica do capitalismo? GILSON DANTAS; A crise de 1929 e a grande depressão da década de 30 [Segunda Parte] OSVALDO COGGIOLA; Entrevista: A Comuna de Oaxaca dois anos depois SANDRA ROMERO; Sarney e a vanguarda da dominação burguesa no Brasil DAVID MACIEL; Trotski, Rosa Luxemburgo e o mito da "teoria leninista da organização" MURILO LEAL PEREIRA NETO; Ponto de partida para o debate sobre a desigualdade social, pobreza, questão social e direitos sociais: uma abordagem a favor da emancipação humana HÉLIO RODRIGUES; Mesmo para fazer reformas, revoluções passaram a ser necessárias: notações históricas sobre as forças de pressão da inércia reacionária contemporânea VALÉRIO ARCARY; Juventude, marxismo e revolução MICHEL SILVA; Resenha: Incontornável Marx LINCOLN DE ABREU PENNA; Resenha: O cinema como práxis educativa MARIANA SILVEIRA DOS SANTOS ROSA; A miséria, o espetáculo e suas perversidades - (Comentário sobre o filme "Quem quer ser um milionário") DANIEL M. DELFINO; Música: 1959: Memórias de um ano musical CARLITO MANTOANI.







Cinco perguntas importantes sobre a crise capitalista mundial PAULA BACH; Os pacotes econômicos de Obama: o agravamento da recessão mundial GILSON DANTAS; A crise capitalista de 1929 (I Parte) OSVALDO COGGIOLA; Brasil na conjuntura DAVID MACIEL; Entrevista: Geografia, David Harvey e capitalismo ALEXANDRINA LUZ; Gramsci, os intelectuais e a prática política MICHEL SILVA; O direito social à assistência é o todo único dos direitos sociais: um exame crítico das normas constitucionais HÉLIO RODRIGUES; Por que o espectro de Trotski continua rondando o mundo? MÁRIO MAESTRI; Max Weber e Leon Trotski EDISON URBANO; Entrevista: Caio Prado Júnior: a "nacionalização" do marxismo? DANIEL ALFONSO; Hobsbawm, Fougueyrollas e Marx em debate: entrevista com o professor JORGE NÓVOA, da UFBa; Crítica ao filme Che, o argentino DIEGO DALAI E DEMIAN Paredes; Música: uma opinião Carlito MANTOANI.











Linha Editorial
Contra a Corrente - Revista Marxista de Teoria, Política e História Contemporânea (CaC) é um espaço de abertura teórica, política e acadêmica, que procura integrar-se à luta pela transformação da sociedade. Nessa perspectiva, a revista propõe-se a refletir sobre temas de história e política contemporânea, como a crise do capitalismo, as questões teóricas e práticas como democracia e socialismo, conflitos e antagonismos sociais, direitos e políticas públicas e a construção dos instrumentos políticos de organização independente e autônoma da classe trabalhadora em relação à patronal capitalista. A revista funcionará com artigos de foco contemporâneo, de natureza política, teórica ou científica, e também com resenhas, dossiês sobre temas específicos, além de entrevistas, notas de leitura e documentos relacionados ao Centro de Estudos e Pesquisas Sociais de Brasília (CEPESB). Contra a Corrente se constitui, de certa forma, em um espaço que não existe no Distrito Federal para esse tipo de preocupação política e, neste sentido, convida estudantes, professores, trabalhadores em geral para que dela participem. Existe toda uma comunidade de revistas marxistas pelo Brasil afora na qual Contra a Corrente se inclui e com a qual dialogará. Não obstante, CaC adota sua própria linha editorial que naturalmente a aproxima mais de periódicos de perfil marxista como História e Luta de Classes (Paraná), Outubro (São Paulo), Antítese (Goiânia) etc, ao mesmo tempo em que adota especial convergência com a postura teórica inovadora da revista Iskra (São Paulo), com seu declarado empenho em estabelecer a justa e necessária crítica a uma certa tradição dominante no marxismo brasileiro. Aliás, espera-se que assim que se apresente a oportunidade possam ser tomadas iniciativas e formas de cooperação com tais publicações, inclusive com outros periódicos não mencionados aqui e outros que surgirão dentro de semelhante perspectiva.


***

__._,_.___
Anexo(s) de Michel Silva
1 de 1 arquivo(s)
Atividade nos últimos dias:
    **Este grupo foi criado com o intuito de promover releituras da HISTÓRIA DO BRASIL e tão-somente  HISTÓRIA DO BRASIL.  Discussões sobre a situação atual: política, econômica e social não estão proibidas, mas existem outros fóruns mais apropriados para tais questões.

                                                                                                    Por Favor divulguem este grupo e grato pelo interesse .
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Arquivo do blog

Seguidores do Grupo de Estudos da História do Brasil - GEHB.

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!