Este espaço é reservado para troca de textos e informações sobre a História do Brasil em nível acadêmico.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

GEHB ** Chamada de artigos Dossiê Teoria política e social na contemporaneidade

 
Chamada de artigos – Revista Mediações






A Comissão Editorial da Mediações, revista semestral do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da Universidade Estadual de Londrina, receberá artigos para o volume 15, número 2, correspondente ao segundo semestre de 2010. Este número trará o dossiê temático:

Teoria política e social na contemporaneidade

Rápidas e profundas têm sido as transformações que assolam o mundo contemporâneo. Das novas tecnologias à acentuada mudança dos padrões comportamentais nas últimas décadas, tudo parece mover-se em alta velocidade enquanto imagens cada vez mais céleres e agressivas invadem o cotidiano local e global e alteram nossas percepções do mundo. Diante deste cenário complexo, como as ciências sociais têm lidado com estes novos cenários emergentes? Que respostas a teoria política bem como a teoria social têm oferecido para refletir sobre os novos fenômenos? Como correntes interpretativas contemporâneas de relevo, como o feminismo, o liberalismo igualitário, o comunitarismo, o republicanismo, os estudos culturais, o deliberativismo ou os pós-modernos têm pensado e analisado a realidade de um mundo cada vez mais plural, marcado por concepções de bem abrangentes - por vezes, inconciliáveis – e por uma crescente disparidade de renda entre ricos e pobres em todo o planeta? Jogar luz sobre bem como discutir e aprofundar os desenvolvimentos recentes de teorias normativas e/ou positivas acerca do atual estado do mundo constitui o objetivo deste dossiê que ora se propõe.

Organizadoras: Raquel Kritsch e Maria José de Rezende



Além do dossiê, Mediações publica trabalhos sobre temas diversos das Ciências Sociais na Seção Artigos e Resenhas de livros relevantes publicados no último triênio.

Período para apresentação dos textos: 01 de junho a 30 de agosto de 2010



NORMAS PARA COLABORAÇÃO

Mediações publica artigos em português e espanhol. Textos apresentados em outros idiomas serão traduzidos. Os números de Mediações são organizados por dossiês temáticos e seção de temas livres. Os trabalhos enviados são submetidos ao Conselho Editorial, que faz a análise da pertinência das contribuições, segundo a sua adequação ao perfil da revista. A análise de relevância e de mérito é de competência do Conselho Assessor Científico e de pareceristas ad hoc.

Os textos devem ser inéditos e podem ser apresentados na forma de artigos, resenhas e entrevistas.

Os artigos, acompanhados de resumo, palavras-chave e título (em português e inglês), devem possuir um volume máximo de 40.000 (quarenta mil) caracteres (com espaços).

O resumo, com o máximo de 10 (dez) linhas, deverá definir com clareza o objeto da discussão. As palavras-chave deverão ser 4 (quatro) com vistas a identificar de forma clara o objeto de estudo, o tema ou a área de concentração do artigo.

As resenhas, de livros ou coletâneas publicados no Brasil nos últimos 3 (três) anos ou no exterior nos últimos 5 (cinco) anos, devem tanto apresentar as idéias centrais do(a)s autore(a)s, como as considerações críticas do(a) resenhista sobre o conteúdo do livro ou coletânea. Devem conter no máximo 8.000 (oito mil) caracteres (com espaços).

A apresentação dos textos deverá ser em word for Windows e seguir o sistema de referência da ABNT. Notas de rodapé devem ser curtas e só serão publicadas se forem essenciais para a compreensão de idéias e conceitos-chave.  Citações ao longo do texto deverão obedecer ao padrão Autor (data, p.).

Exemplo:
De acordo com Fernandes (2001, p. 63), "A sociologia, como modo de explicação científica do comportamento social e das condições sociais de existência dos seres vivos, representa um produto recente do pensamento moderno."

A citação direta ou textual com 40 (quarenta) palavras ou mais deve ser apresentada em parágrafo próprio, sem aspas duplas, iniciando com a linha avançada (equivalente a 5 (cinco) toques) e terminando com a margem direita sem recuo.

Quando a citação for indireta, abordando conceitos ou idéias do autor em referência, mas redigido com palavras próprias do autor do artigo, o nome do autor de referência deverá constar dentro de parênteses.

Exemplo:
A dissonância cultural é um dos condicionantes estruturais que reduz a capacidade totalizadora do Estado. Isto se reflete claramente nos conflitos que surgem da contradição que se estabelece entre os Estados Nacionais e a diversidade cultural das populações no mundo globalizado (MÉSZÁROS, 2002, p. 126).

Quando se trata de um autor citado por outro autor, deve-se utilizar a forma apud (citado por). Exemplo:
Para Sartre (1963 apud MÉSZÁROS, 2002).

Quando houver citação de depoimentos ou entrevistas ao longo do texto, devem estar em itálico. Falas com 40 (quarenta) ou mais palavras devem ser apresentadas em parágrafo próprio, sem aspas duplas, iniciando com a linha avançada (equivalente a cinco toques) e terminando com a margem direita sem recuo.

Referências Bibliográficas devem vir ao final do artigo com as obras citadas ao longo do texto, de acordo com as normas nos exemplos a seguir:

Livros: SKINNER, Quentin. As fundações do pensamento político moderno. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

Capítulos de livros: FRASER, Nancy. Da redistribuição ao reconhecimento? Dilemas da justiça na era pós-socialista. In: SOUZA, Jessé (Org.). Democracia hoje: novos desafios para a teoria democrática contemporânea. Brasília: Ed. da UNB, 2001.

Artigos: ALEXANDER, Jeffrey C. Ação Coletiva, Cultura e Sociedade Civil: secularização, atualização, inversão, revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 3, n. 37, São Paulo, 1998, p.5-31.

Resultados de pesquisas: CHAGURI, Mariana. Do Recife dos anos 20 ao Rio de Janeiro dos anos 30: José Lins do Rego, regionalismo e tradicionalismo. Dissertação de Mestrado, Sociologia, Universidade Estadual de Campinas, 2007.

Referências a tradutores e ao número das edições das obras são facultativas.

Direitos autorais dos textos publicados são reservados a Mediações e publicações posteriores dos mesmos serão permitidas, desde que citada a publicação original.

Os autores farão constar em arquivo à parte as seguintes informações: nome completo, vínculo institucional, titulação acadêmica, telefone, endereço postal, endereço eletrônico.

Enviar aos cuidados da Comissão Editorial para mediacoes@uel.br



MEDIAÇÕES – REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS

Departamento de Ciências Sociais/Centro de Letras e Ciências Humanas

Universidade Estadual de Londrina/Campus Universitário

Caixa Postal 6001 – Londrina/PR – 86055-900









__._,_.___
Atividade nos últimos dias:
        **Este grupo foi criado com o intuito de promover releituras da HISTÓRIA DO BRASIL e tão-somente  HISTÓRIA DO BRASIL.  Discussões sobre a situação atual: política, econômica e social não estão proibidas, mas existem outros fóruns mais apropriados para tais questões.

                                                                                                        Por Favor divulguem este grupo e grato pelo interesse .
     
    Visite o Blog do nosso Grupo:http://www.grupohistoriadobrasil.blogspot.com

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

    Arquivo do blog

    Seguidores do Grupo de Estudos da História do Brasil - GEHB.

    Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!